GESTOR PÚBLICO: COMPROMISSO COM RESULTADOS
CWIST by cwist_7wjo8zsokq7p 4 de outubro de 2021

GESTOR PÚBLICO: COMPROMISSO COM RESULTADOS

Uma das críticas mais severas sobre a administração pública é a falta de comprometimento dos seus gestores com os resultados. Eleitos para legislar sobre demandas da sociedade e executar programas de interesse público, o político eleito pelo escrutínio popular entram para a vida pública aplaudidos e, via de regra, saem vaiados.

Uma máquina pública perversa e sedutora provoca desvios de finalidade, seduz o homem público, artifícios orçamentários são criados, o legislativo se omite de decisões de interesse da sociedade e ações do executivo são judicializadas. As promessas de campanha não são cumpridas e, consequentemente, não se alcançam os resultados. O desenvolvimento da sociedade é, portanto, comprometido e a esperança, adiada para as próximas eleições.

É esta a razão que levou a sociedade civil a buscar alternativas no âmbito do setor privado, supostamente exemplo de eficiência operacional. Assim, organizações não governamentais, sem fins lucrativos, se proliferaram com o propósito de empurrar pautas públicas junto ao legislativo e fiscalizar as ações do executivo.

É aí que reside o engano. Muitas destas organizações apelam à consciência da sociedade para mobilizar recursos com propósitos e cumprir suas boas intenções. A boa fé das pessoas engajadas com causas legítimas com as quais se identificam, acabam contribuindo, porém seus gestores as desviam de seus fins. É muito comum nas avaliações das ONG’s críticas sobre o “burn rate”, viés na direção de interesses de seus incorporadores e favorecimento de terceiros, reelegendo-se gestores sem processos de avaliação de desempenho.

Seja a organização pública ou privada, o que importa é a eficiência no uso dos recursos e os resultados alcançados medidos, quantificados. Meio ambiente e inclusão social são importantes, porém o que faz a diferença no ESG é a governança, com métricas e responsabilidade socioambiental, pois “O que não é medido não pode ser gerenciado” William Edwards Deming ou “O que pode ser medido, pode ser melhorado”, Peter Drucker. Posso citar vários exemplos de ONG’s entregando resultados a seus doadores e outras tantas de resultados discutíveis e comportamento ético duvidosos, porém este artigo é direcionado ao COMPAZ, organização do setor público, cujo Secretário de Segurança Urbana de Recife, Murilo Cavalcanti, confirmado em seu cargo já na terceira legislatura vem entregando resultados com 4 equipamentos públicos em operação, o COMPAZ – Centro Comunitário da Paz, servindo moradores dos bairros vulneráveis com UPA’s 24h e Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). Os equipamentos são direcionados para a juventude, saúde e educação visando afastar as pessoas da convivência com as drogas e prepará-las para o futuro. Equipados com biblioteca, espaço de acesso à Justiça, com os serviços do Ministério Público, Defensoria Pública e Procon; salas para mediação de conflitos, apoio às famílias e capacitação profissional. Nos locais, funcionam ainda teatro, laboratório de informática, videoteca e audioteca, bem como salas de recreação e atividades lúdicas com acompanhamento de artistas e educadores.

Três novos projetos estão em elaboração, inspirados na bem sucedida experiência de Medellín, Colômbia, referência para o mundo e com seu escopo ampliado pelo COMPAZ, suprindo a necessidade de segurança alimentar dos seus frequentadores e geração de renda para os egressos do sistema prisional, além de membros da comunidade que se interessem em aprender um ofício. Treinados e assistidos no COMPAZ o modelo transforma seus frequentadores em trabalhadores e/ou empreendedores por iniciativas próprias ou em cooperativas preparando-os para o convívio social, ou integração produtiva.

Esta iniciativa, reconhecida e aplaudida pelo INSPER, instituição sem fins lucrativos de ensino superior e reconhecida como referência em Administração, Economia, Direito e Engenharia, os levou a criar uma cadeira de pós graduação denominada de URBANISMO SOCIAL, cuja primeira turma com 34 alunos se formou no último dia 25 de setembro..

Engajamento da academia é um passo importante na transformação da sociedade. Sua inspiração em um organismo do estado ou do setor privado conjugado com escuta ativa junto a sociedade é passo indispensável para disseminar princípios e conceitos que produzem transformação. A CWIST é movida a ESG | DEI, seleciona seus clientes e utiliza sua metodologia S.T.O.P. para que estes deixem o convívio com hábitos arraigados e aceitem a dinâmica da transformação a partir, no entanto, de sua própria essência.

*O urbanismo social – é uma estratégia de intervenção no tecido urbano que associa políticas públicas, planejamento urbano e design por meio de um processo de exercício cidadão e participativo desenvolvido em Medellín. Seu objetivo é regenerar espaços físicos e dinâmicas sociais da cidade ao promover melhorias na infraestrutura urbana, especialmente em áreas de alta vulnerabilidade social. Ana Leticia Salla é pesquisadora e Mestre pelo Mestrado Profissional em Políticas Públicas pelo Insper (2021).

Wilson Nigri

Curator

Debby Forman

Debby Forman

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Maecenas porta hendrerit lectus, vel sollicitudin diam lobortis vel. Nulla mi neque, laoreet ac ante in, finibus fermentum leo.

Related Posts