Romper com o Ciclo Vicioso da Pobreza

Trata-se de um sistema simbiótico para produção de verduras, legumes e peixes em circuito fechado, com pouca água e energia, sem uso de solo e altíssimo rendimento agrícola. A produção é orgânica, o serviço leve e o espaço físico pequeno o que a caracteriza como agricultura urbana.

A combinação de eficiência operacional e menor custo de logística considerando a proximidade de centros urbanos, esta proposta pode tirar pessoas carentes e de pouca instrução do ciclo da pobreza com geração de renda. Para isso a economia colaborativa pode aproximar famílias carentes de doadores com disposição de realizar o investimento inicial com instituições que tenham o know how para treinar essas pessoas vulneráveis que ao produzir estarão gerando recursos para sua subsistência com trabalho digno, recuperando a confiança por acreditar que sua vida pode ser diferente e motivação para seguir em frente com suas próprias pernas. Romper o ciclo da pobreza requer estímulo para acabar com a ancoragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *